26 de set de 2010

My guardian angel .






Angel - Katherine Jenkins

Ele caminhou silenciosamente até mim , eu o vi com suas asas negras e incrivelmente grandes , nunca antes tão reparadas por mim , aquela transformação genética e os implantes eram assustadoramente bons mesmo .

Um arrepio percorreu meu corpo quando vi em seus olhos uma chama se apagando junto com a tristeza que ele carregava , e eu soube que ele veio se despedir .

Uma lágrima me escapou dos olhos , era quente e precisa , eu estava sentada no terraço da corporação olhando a vista , ele se aproximou se agachando ao meu lado , senti seus dedos repousarem sobre minhas mãos trêmulas pelo frio , e pela dor .


- Não chore , Joanne . - Sua voz era tão reconfortante , e então me perguntei "Como poderia viver sem ele ?" - Eu estarei ao seu lado apesar de ter cumprido minha missão .


- Não , você não estará , eu sei que outro virá em seu lugar e depois outro , e outro . - Eu disse com a voz embargada e com uma crescente dor no peito .


- Me desculpa , mas não posso desobedecer as ordens . - Ele deu um suspiro pesado e retirou sua mão de cima da minha se levantando . - Eu a partir de agora não sou mais seu guardião , já descumpri uma das ordens me aproximando de você ... mais do que devia .


Ele estendeu a mão para mim , aos olhos de outra pessoa aquilo era o sinal de que ele oferecia a mão para me ajudar a levantar mas além da ajuda aquilo significava que perderia meu colar protetor , o arranquei sem dó do meu pescoço sentindo cortar a pele levemente , aquela dor de nada se comparava a dor que carregava em meu peito .


- Você nem é anjo de verdade , Zack ! Como assim ordens ? Quem seus superiores pensam que são ? Deus ? Pois eles não são ! Eles não podem mandar em você e nem em mim , não quero essa transformação idiota . - Deixei meu orgulho de lado e me levantei me aproximando dele , eu o amava tanto que não poderia me imaginar sequer sem ele , eu não podia perdê-lo sem ao menos lutar . - Olhe para mim , me diga que não sente nada por mim e então eu irei fazer essa transformação , mas caso contrário eu desobedeço as ordens dos meus pais , não faço essa experiência idiota , e poderemos fugir juntos.


- Joanne , eles me modificaram geneticamente , eu carrego uma espécie de chip que corre em meu sangue , não importa onde eu estiver , eles irão me encontrar , eu pertenço a eles e por isto não posso te pertencer . - Ele acariciou meu rosto levemente e deixou um sorriso escapar de seus lábios . - E ... não amo você , não o suficiente para lutar contra eles e fugir . Eu fui escolhido para te proteger , você foi inscrita em uma lista há alguns anos atrás e agora é uma das escolhidas pra próxima transformação , você está segura , até a sua transformação tenho certeza que estará segura na corporação , meu papel termina aqui .


Olhei para o colar pousado em minha mão com o pingente com o nome Zack nele , fechei meus olhos fortemente sentindo lágrimas escorrerem como jatos quentes , eu o perderia para sempre , perderia o "anjo" que há 8 meses atrás encontrou a mim sozinha , esquecida em uma casa no interior da Inglaterra e me trouxe para Los Angeles , para a sede da Corporação Genetic , depois de uma explicação simples e breve de que meus pais haviam me deixado um legado de ser um experimento eu o segui , mesmo sem tê-lo visto uma vez antes sequer , porque eu soube desde o primeiro instante que eu poderia confiar nele .

Seguimos juntos , ele me ensinando técnicas de luta , me protegendo cada vez que surgia algum imprevisto no caminho , seguimos juntos demais , e então aconteceu nos apaixonamos , ou talvez só eu me apaixonei , eu acho . E então , quando chegamos em Los Angeles eu soube que ele ficaria longe de mim , ele me disse que não pertenceria mais ao grupo de protegidos dele , o que ele não imaginava e ainda não imagina é que já pertenço a ele , de todo coração .

Voltando a realidade , sorri levemente tentando conter as lágrimas , inutilmente já que elas desciam cada vez com mais facilidade , estendi minha mão entregando pra ele o colar que me retirava do grupo de proteção dele , o que estava por trás daquele colar era que assim que eu o entregasse , Zack não se lembraria mais de mim , mais um dos truques idiotas da corporação , por isso relutava tanto em entregar , mas eu não tinha mais escolha , não depois de ouvi-lo dizer que não me amava , não o suficiente pra renegar tudo aquilo e ser meu para sempre .


- Obrigada , Zack . - Ele vendo as lágrimas caírem intensamente se aproximou e depositou lentamente um beijo leve em meus lábios , que tratei de aprofundar , queria aproveitar cada instante que ainda me restava com ele . Depois de alguns instantes ele se afastou segurando firme minha mão onde estava o colar . - Eu te amo .


- Eu estarei com você , acredite em mim , minha Joanne . - E então ele se foi , assim que ele retirou o colar da minha mão foi como se eu tivesse sido engolida por uma luz estranha e azul , era como se recebesse uma estranha anestesia , foi então que apaguei .


Tinha preparado outro post mas não sei o que me deu me deu vontade de escrever esta história , surgiu do nada e achei que merecia vir pro blog , depois posto o outro post programado :) Beijos e prometo não demorar a postar de novo desta vez HSDU

15 de ago de 2010

Maldita parede



" They love to tell you 'stay inside the lines'
But something's better on the other side ... "
( No such things - John Mayer ♪ )


Parede , é tudo que vejo .
Eu sei que a parede é invísivel e sensível ao toque , e que posso continuar vivendo se for dentros dos limites que essa parede me impõe , mas eu não quero e não posso suportar mais isso , eu não quero mais esperar pela salvação , quero fugir , pular , escalar essa parede , quero correr sem destino , quero ser o fantasma gasparzinho e atravessar pro outro lado da parede sem me machucar .
Tenho andado a sonhar , acreditando que as coisas vão dar certo , mas cada dia que passa as coisas parecem piorar e todos os meus desejos parecem se afastar de mim , meus gritos ficam presos na garganta , minha ansiedade por viver a minha vida guardada , essa ansiedade que me chama , me convida pra entrar no jogo , pra fazer acontecer pra valer , fazer a diferença .
Eu quero aprender a voar , quero ser aprendiz do viver , poder crescer , ser livre , alçar grandes vôos , acreditar mais ainda no meu potencial .
Mas é apenas no silêncio que tenho alçado grandes vôos , no silêncio onde apenas meus pensamentos falam , onde eu fico criando coragem pra quebrar essas barreiras , essa maldita parede invisível e mostrar pro mundo o que ainda não tive oportunidade e viver , viver de verdade até dizer que aprendi tudo que tinha de aprender , curtir tudo que tinha de curtir , amar tudo que tinha de amar .
Mas enquantonada acontece ou acontece dando tudo errado , as vozes aqui dentro da minha cabeça continuam repetindo : Quebre as paredes , siga em frente .


Oi meus amores , que tal o novo lay ? ( Mais uma vez, e milhares de outra vezes obrigada, Jana ! )
Sabem que eu andei pensando em fazer ? Uma versão do texto do último post na visão do garoto, me veio algumas ideias na cabeça , mas nada certo ainda , só tem uns rascunhos no word , se surgirem mais boas ideias termino em breve e posto aqui .
E enfim , completou um ano , e ano novo com layout novo , espero que coisas novas e boas possam surgir pro blog , pra mim e pra todos vocês meus leitores , que mais anos venham pro Smell ;D
Beijos !

9 de ago de 2010

Último romance




Quem diria que seria você ?

O garoto do supermercado , que sempre olha atentamente todas as embalagens antes de comprar o mesmo macarrão todos os fins de semana , que entra na fila do caixa e fica batendo o pé enquanto ouve alguma música no MP4 e cantarola baixinho , me provocando um sorriso meio idiota , e sempre pede sacolas ecológicas porque diz que participa de uma ONG e seria muita hipocrisia de sua parte se usasse as sacolas de plástico , a mulher baixinha e sardenta do caixa já sabe disso , afinal você sempre repete o discurso , e então vez ou outra você abre um sorriso pra mim , e faz com que eu me sinta fora do ar por alguns segundos .

Durante a semana me pego roendo as unhas , inclusive agradeço por tê-las ainda , fico ansiosa esperando por sábado , o dia te ver no supermercado novamente , sinto o frio na barriga , as mãos suando frio , aquela taquicardia só de lembrar do seu sorriso por entre sacolas e cheiro de pinho do desinfetante do supermercado , é acho que me apaixonei e creio que a paixão não escolhe hora , nem data e muito menos lugar pra surgir .

Trocamos algumas palavras às vezes , e você pergunta do tempo , pergunta se tenho namorado e até se tenho celular , me apaixonei por um tímido que coça o olho sempre que fica sem-graça , por exemplo quando me diz que sou linda pra estar solteira , é eu sei que foi uma cantada , talvez o máximo que você conseguiu fazer até hoje .

Tem também nossos olhares , explicitando uma ligação estranha e rara , e eu confesso que quando olho em teus olhos hipnotizantes me imagino nos teus braços entregue aos beijos e abraços , entre sorrisos bobos e apaixonados , tomando um vinho em frente à lareira enquanto comemos aquele macarrão , o mesmo que você sempre compra no supermercado e ouvimos uma música qualquer e falamos sobre coisas despreocupadas e aleatórias .

Olha , eu não sei não , mas acho que se isso acontecesse você poderia ser meu último romance , mesmo com tantos por vir pela frente , você ainda seria o último .



Eu estava sem fazer nada no meu trabalho e resolvi escrever , no fim das contas eu gostei e resolvi postar aqui no blog . E o texto é fictício .

Beijos ;*


28 de mai de 2010

Tempo .



Oi gente , hoje meu post vai ser só pra avisar que vou dar um tempinho no blog , tô com a famosa crise de criatividade , na verdade a falta dela rs .
Eu vou continuar indo no blog de vocês , com menos frequência , eu confesso .
Mas essa minha decisão já foi tomada há algum tempo e só agora criei vergonha na cara e percebi que minha criatividade e imaginação estão meio fraquinhas , acho que é mais por falta de tempo pra escrever também , e ultimamente não tenho tido muitas motivações , parece que tá tudo 'preto e branco' se é que vocês me entendem .
Mas em breve eu volto revigorada e com textos novos e bem melhores do que os que tenho postado .
Espero que me entendam , beijos xx
30 de abr de 2010

Let the sunshine in .




Eu sei no fim tudo se ajeita .

Os problemas grandes de hoje , a perda dos desejos , dos sentimentos , os medos , as escolhas , tudo no fim se resolve , de alguma maneira .

Eu sinto no ar a mudança , sinto na pele , sinto por aí , sinto aqui por perto , sinto aqui dentro .

Quem eu acreditei que não me deixaria , me deixou .

Quem acreditei que me apoiaria , não me apoiou .

Quem eu acreditei que podia confiar , me traiu .

Quem eu acreditei que poderia valer a pena lutar , me esqueceu .

E então neste momento que aqui estou nada importa mais , isso tudo passou , são cinzas e o vento vai se encarregar de levá-las embora .

Ainda consigo acreditar que o futuro me aguarda com coisas boas , boas notícias , boas amizades , bons amores , boas recordações .



Reaparecendo ! Vocês acreditam que o meu computador queimou a placa mãe ? Pois é , já não bastasse minha internet isso também , mas tá tudo bem , ele já foi consertado e tá de volta , novo em folha (:

18 de abr de 2010

Não tente entender .





Estou eu aqui sentada diante de toda essa visão maravilhosa sem entender e ao mesmo tempo entendendo tudo , sentindo o cheiro das flores que ficam balançando , aliás elas estão sempre dançando deliciosamente com o vento , e sinto o vento tocando meu rosto num convite pra brincar junto dele , e quando fecho os olhos me permitindo viajar pelo mundo vejo sua imagem em minha mente , sutil , leve , doce e sinto um sorriso formando em meus lábios , um sorriso espontâneo , tão espontâneo que nem se eu quisesse poderia contê-lo , ele é mais forte do que eu e é regido por um sentimento de magnitude inimaginável , inexplicável , um sentimento que prefiro aceitar do que entender .



Post pequeno , eu sei . Espero que em breve tenha mais tempo e post maiores , beijos :*
15 de mar de 2010

A dangerous secret .

4 de agosto de 1962

Me sinto patética ao escrever em um diário , logo eu uma atriz tão famosa , mas preciso deixar por escrito o que poderá ocorrer comigo a seguir , sei que deixei coisas totalmente erradas acontecerem comigo , coisas que eu deveria ter fugido mas não fui capaz de fugir e fui ao encontro delas , mesmo sabendo o perigo que corria , e agora me vejo no fim de uma linha tênue entre a razão e o coração , não dá mais pra sustentar todo esse peso em minhas costas , fiz muitas coisas que não deveria ter feito e nesse momento não posso nem ao menos desabafar , o que me resta é escrever nesse diário e seguir em paz e deixar o passado e as coisas que fiz em paz também .

Ninguém nunca entenderá minha partida , acho que será um grande enigma, mas nada importa , vou continuar guardando esse segredo e vou levá - lo comigo para meu túmulo , ele morrerá comigo no auge do meu sucesso , aos 36 anos .

Mas espero que eu fique na memória de todos os meus fãs , espalhados pelo mundo , quero que meu nome vire lenda , mais do que já é , modéstia parte .

Por favor Deus , esteja me escutando , ou melhor lendo esse diário que ninguém nunca descubra o segredo pelo qual luto pra esconder todos os dias .

Enquanto escrevo imagino se tivesse sido diferente , mas agora é tarde e eu sinto que o anjo de asas negras que me visitou em sonho na noite passada se aproxima para uma nova visita e desta vez ele me levará junto dele .

Beijos e Adeus , Norma Jean Mortenson ( Marilyn Monroe ) .


Pauta Blorkutando - 77ª edição


" Marilyn Monroe, nome artístico de Norma Jean Baker , nascida Norma Jean Mortenson; nasceu em Los Angeles, 1º de junho de 1926 , e morreu em Los Angeles, no dia 5 de agosto de 1962 , foi uma atriz americana.
É uma das mais famosas estrelas de cinema de todos os tempos, um símbolo de sensualidade e um ícone de popularidade no século XX.
" Fonte : wikipédia

Oi gente , achei super digno da Marilyn ser a celebridade pra essa pauta do Blorkutando , depois de tanto tempo resolvi postar , milagres acontecem ! Ultimamente fui tomada por uma felicidade constante , e tenho meus motivos , muito bons aliás *-* Nem sei se o texto ficou bom , mas eu tentei pelo menos . É isso e não vou responder os comentários agora , só amanhã pela tarde , então se não te respondi ainda , aguarde que vou responder :*

14 de jan de 2010

Jovens consumistas



A juventude atual vem mostrando para nós uma personalidade cada vez mais narcisista e consumista , e não é pra menos pois se repararmos a publicidade prioriza a juventude , podemos reparar que as propagandas , em sua maioria , mostra jovens saudáveis , bonitos e sorridentes , sempre se divertindo , mostrando uma vida perfeita , como se não houvessem problemas . A ideia é que os jovens , que naturalmente agem por impulso , possam comprar o produto logo após a propaganda pensando que terão todos os problema resolvidos caso comprem algo que tanto desejam .

Mas claro , não podemos esquecer que parcela de culpa dessa personalidade consumista é dos adultos , e na minha opinião é a maior parcela de culpa , os próprios pais desse jovens e adolescentes estão preocupados com as aparências , deles próprios e dos filhos , muitos cobram a beleza , a boa aparência o tempo todo .

Acho que pra se livrar desse mau hábito só tem uma maneira , que é a educação desde pequeno , penso que se os responsáveis pela criança mostrarem que o certo é poupar o dinheiro , e ao invés de dar presentes sempre que as crianças desejarem , derem um pouco de dinheiro e mostrando que se ela juntar ela poderá comprar o que ela tanto quer , e não quero dizer pra nunca dar presentes , mas penso que a espera por uma data comemorativa ajudaria a aumentar a valorização do que se tem e o que se ganha .

Talvez isso seja visto como maldade por muitos pais que mimam por aí , mas acho que é a melhor maneira de se educar para que no futuro essa criança não vire um jovem com um consumismo desenfreado .


Tema da 68ª semana do blorkutando - Jovem e Consumista

7 de jan de 2010

Make it happen !


Eu sei que sumi daqui e não por minha culpa , ou talvez até seja de certa forma , mas sabe aqueles dias que você começa a escrever e depois apaga tudo ? Pois é , você sabem que isso acontece comigo e por isso fico alguns dias sem aparecer por aqui , mas hoje eu resolvi dar o ar da minha graça e fazer o primeiro post do ano .
Pensei em tanta coisa pra escrever nesse primeiro e agora não me vem nada na cabeça a não ser o que vou fazer nesse novo ano , e na verdade mesmo ? Eu não sei , aliás talvez eu saiba , no último ano eu aprendi que devo viver o presente para construir um futuro e não ficar esperando pelo futuro , imaginando o que irei fazer amanhã ou depois , então a única resposta plausível para 'o que vou fazer nesse ano de 2010 ?' é : Irei viver um dia de cada vez , sem pressa apenas dando meu melhor pra conseguir o que quero .
Beijos e prometo voltar logo xx